terça-feira, 21 de abril de 2015

Tentando entender o brasil (com minúsculo mesmo).

O brasil está ficando um lugar muito difícil de entender, muito mesmo.

Aqui tudo funciona ao revés, a lógica não funciona logicamente por aqui, vamos aos fatos:

Mc Gui cai e se machuca, poderia ter ficado cadeirante, e nos comentários só se lê: -bem feito, podia ter morrido, quem mandou fazer música ruim, e outras muitas barbaridades.

Peraí galera, desejar o mal de um cara que é mero produto de uma sociedade condicionada (quem leu admirável mundo novo sabe do que estou falando) só porque ele faz música ruim??? O cara é ser humano, humilde, que bem ou mal venceu na vida honestamente. Se ele faz sucesso com uma música ruim, a culpa não é dele, é de toda a nação, é de toda uma cultura que vem sendo instituída ao longo dos últimos séculos e que vem piorando nos últimos cinquenta anos.

Tenho certeza que muitos dos que desejaram o mal a ele comete um monte de tosquices no dia-a-dia, muitos comentários que vi estavam escritos totalmente errados, se for assim, tomara que você morra por não saber escrever.

A Pitty, está sendo super criticada pela péssima, ou melhor, dantesca, canhestra e horripilante dublagem que fez, e a culpa é de quem??? Dela? Não, a culpa é do ódio que as pessoas sentem pelos nordestinos, ou a culpa é da produtora, ou da Dilma, se preferirem... Que merda é essa?

Se eu não me engano quem entrou na sala de dublagem e dublou foi a, adivinhem: -Tchará, foi a Pitty, oras! Se ficou uma merda, foi ela quem fez. Será que ela fez a lição de casa? Será que ela foi atrás de um curso de dublagem? Será que ela participou de uma rotina de um estúdio de dublagem para aprender? Gente, na boa, ela deveria ser a primeira pessoa a notar que tá uma merda e deveria ter tido a atitude de pedir para refazer ou deixar para quem sabe. Mas não, as desculpas são as mais variadas e como sempre a responsabilidade de um fato desaparece porque a pessoa não assume a responsa, ela acha fatores externos que justifiquem sua mediocridade, e o pior, todo mundo concorda.

Tá bom, a culpa do estúdio é ter deixado a merda passar, mas já viram, aqui no brasil basta a pessoa ser famosa para ser confundida como topo, que tristeza.

Os evangélicos no senado então? Cara, estamos em plena idade média. Ver caras como malafaia pregando uma ideologia estúpida, insana sob o pretexto religioso é de moer o fígado! Se for para citar exemplos, daria aqui, uma saga maior que os três livros do Senhor dos Anéis... E o pior, é ver gente humilde que nem sabe ler direito segurando uma bíblia e usando-a como escudo para propagar o seu próprio preconceito. País que é realmente sério e faz leis justas para os cidadãos é LAICO, é difícil entender? Lembrando que não estou falando dos religiosos do bem, certo? Porque aqui também, tem que ficar explicando para não ofender as pessoas.

Alás, uma coisa que tá difícil entender é o fato de não existirem mais cidadãos no brasil, mas sim, negros, pobres, ricos, homossexuais, sem terra, cristãos, ateus, corintianos e palmeirenses, ninguém mais aqui é gente, é rotulo e rótulos diferentes lutam entre si.

Pois bem é este fato citado acima que serve como escudo para as merdas por aqui. Se o cara rouba é porque ele é vítima da sociedade, se faz uma má dublagem as críticas existem porque a dubladora sofre ódio por ser baiana. É a história da travesti que tentou matar uma velhinha e fez um monte de atrocidades (O ótimo link com um ponto de vista excelente está abaixo) e ela não teve culpa porque por ser travesti é uma vítima da sociedade?!?!?!? E nem estou defendendo a sociedade não, ela é hipócrita sim, mas galera, crime é crime e ponto.

Então assim vamos vivendo, sem entender nada, como bois mulambentos que só reproduzem um comportamento condicionado, vamos reproduzindo um monte de besteiras e achando novos culpados, sempre os outros, a Dilma virou o mordomo, mas a gente, nós mesmos, jamais assumimos a culpa pelos nossos atos.

Estou tentando entender porque quando um policial prende um bandido as pessoas se voltam contra o policial, é estranho, o cara tá lá se ferrando e quando ele vai enfrentar o bandido o mesmo não se rende amigavelmente, ele manda é bala, então os policias tem que ter uma atitude fofinha para não machucar os coitadinhos?! Que porra é essa? O bandido não assumiu o risco ao escolher esta profissão? Lembrando que não estou falando das crianças que trabalham no tráfico, pois aí é um outro problema, estou falando de marmanjo folgado.

O pessoal dos direitos humanos é outra coisa difícil de entender, pois o que é que eles entendem por humano? Como assim, defender o direito de quem se lixou para o direito do outro? Será que um bandido (assaltantes e políticos corruptos e afins) pensa no seu semelhante na hora que ele está cometendo seu ato? Que eu saiba, direitos humanos em essência servia para proteger os cidadãos das atrocidades, vejam bem ATROCIDADES cometidas pelo estado. Até isto aqui se desvirtuou.

Por estas e outras que não tenho conseguido entender o brasil, e a cada dia que tento sinto mais e mais tristeza, pois temos uma nação fabulosa, todos sabem, mas ninguém percebe e seguimos todos tirando vantagem de tudo e de todos e foda-se o resto.

Instalaram o caos na nossa nação, e fizeram isso da maneira mais genial possível: -Instalaram a burrice por aqui, uma burrice e uma pobreza de espírito tão grande, mas tão grande que se mentes revolucionárias começassem hoje o trabalho, demoraria pelo menos uns 100 anos para começarmos a ver os primeiros bons frutos culturais. Vamos bois felizes, vamos pastar.


Adam Socrates.


Link sobre o ponto de vista de um delegado sobre o ocorrido da travesti que tentou matar uma idosa.

http://www.jaenoticia.com.br/noticia/16780/Delegado-paulista-publica-texto-sobre-o-caso-de-idosa-de-73-anos-agredida-por-homossexual


Nenhum comentário:

Postar um comentário