quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

O querer...

"Tudo o que eu queria era o querer, tudo o que eu não queria, era o não querer.
Nem sempre dá certo, pois as vezes não queremos querer o que queremos, e as vezes gostaríamos de querer o que não queremos, tudo pela ilusão de que nossa razão pode suplantar os desejos do coração, que por sua vez, ignora a própria razão. Há aí um desacordo, que só se encerra, quando eu conseguir deixar de querer e passar a entender que o que está guardado para mim se revelará na hora certa e que a partir daí eu desejarei o que já é meu, e deixarei de desejar o que não me serve."

Nenhum comentário:

Postar um comentário