segunda-feira, 5 de maio de 2014

A revolução silenciosa.

A TV está cara?
O carro 1.0 0Km está caro?
Tênis é caro?
Roupas são caras?
Pedágio está caro?

O povo brasileiro até ameaçou fazer uma revolta, mas não foi, pois quem está no poder têm condições de usar armas para se defender.
O jeito seria entrar em confronto armado contra eles? Talvez não, existe uma outra forma mais interessante e inteligente, penso.

Com exceção de comidas e remédios e serviços essenciais como água e energia elétrica, que tal todo mundo ficar 3 meses sem comprar nadinha, nadinha mesmo?!
O que será que aconteceria se as lojas simplesmente deixassem de vender por 3 meses? Será que além do desemprego, os grandes empresários não pressionariam o governo a baixar de verdade os impostos? Será que os produtos finalmente não começariam a ter mais qualidade?
Se todo mundo que vai a praia no final de semana prolongado, resolver passar no pedágio sem pagar, os preços não cairiam, ou todos os 20.000 carros por hora seriam presos?

Será que se todo mundo ficar 3 meses sem beber cerveja e refrigerantes, os preços não cairiam.
E se todo mundo fosse a pé e de bicicleta, os preços dos combustíveis e do transporte público não abaixaria?

Seria uma revolta silenciosa e inteligente e forçaria quem tem grana (os empresários) a ir brigar com os políticos...

Mas, depois de ver o frenesi onde milhares de otários caíram no conto da black friday, depois de ver todo sábado de manhã milhares de pessoas zanzando aqui pelo centro cheios de sacolas com futilidades consumistas, a galera entulhando o centro de Pirassununga com mais carros do que gente, tenho certeza absoluta de que nada, nadinha vai mudar por um bom tempo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário