segunda-feira, 9 de abril de 2012

Temos só 50% de chances.

Por que as pessoas insistem em entrar em projetos, sejam eles, casamento, negócio local, faculdade, ou qualquer outra coisa, quando no fundo elas sabem que vai dar errado?
Muitas vezes estamos em uma relação que sabemos que não funciona bem, mas mesmo assim ficamos insistindo para a outra pessoa mudar, ficamos tentando mudar nossa forma de pensar, tudo para "ajeitar" a situação, porém, indiferente aos nossos esforços, as coisas não mudam. Por que insistimos então?

Antes de dar minha opinião, vamos falar um pouco como funciona nosso cérebro.

Nosso cérebro tem uma dificuldade imensa para lidar com o desconhecido, a partir do momento que o ser humano começou a raciocinar, o futuro passou a ser assustador para a nossa espécie, desde então, tudo aquilo que é desconhecido passou a ser odiado. Basta olhar os exemplos na história da humanidade para ver que toda vez que alguém veio com uma proposta nova para a época, foi enforcado, hostilizado, isolado, etc.
Logo, nosso cérebro prefere a certeza, queremos estar seguros 100%, querem um outro exemplo?

"Na via láctea existem, segundo alguns cientistas, 200 bilhões de sistemas solares, e ainda estimam-se que existam 2.500 bilhões de galáxias no universo inteiro, se cada galáxia tem em média 200 bilhões de sistemas solares, imaginem a quantidade de sistemas solares que existem!
Este raciocínio nos leva a supor que se existimos dadas todas as condições para que a vida exista neste planeta, é 99% certo que em algum outro lugar, a vida existe também!"

Isto é o que chamamos de certeza estatística,

Porém, isto não nos satisfaz, continuamos a duvidar que possa existir vida em outro lugar, precisamos conferir e encontrar a vida em outro lugar para finalmente termos 100% de certeza, só aí passaremos a acreditar na vida em outros planetas.

Voltando para nossa pergunta inicial:
Por que as pessoas insistem em entrar em projetos, sejam eles, casamento, negócio local, faculdade, ou qualquer outra coisa, quando no fundo elas sabem que vai dar errado?

A resposta parece simples agora: Fazemos o que temos CERTEZA que vai dar errado, pois assim estamos trabalhando com 100% de previsão do resultado.
Casar com uma pessoa que com CERTEZA não seremos felizes, fazer uma faculdade que com CERTEZA ganharemos dinheiro e certamente seremos infelizes, porém seguros, aceitar crenças dogmáticas que nos dão a certeza de irmos para o céu ou o inferno, e por aí vai.

Olhem o outro lado:

Se fizermos tudo certinho, trabalharmos duro, sermos honestos conosco, só nos relacionarmos com pessoas que estão ao encontro com nossos objetivos e gosto pessoais, teremos apenas 50% de chance de a coisa dar certo.

Um exemplo pessoal:

Se eu estudar guitarra todos os dias observando todos os aspectos que são necessários para ser considerado um bom músico, se me dedicar e tentar fazer tudo bem e por conta disto muitas vezes abrir mão de baladas, passeios e outras coisas em prol deste projeto, se eu me mudar para um centro maior, falar inglês, ter outros conhecimentos técnicos e tudo o mais, quais serão minhas chances reais? Simples, são 50% de chance de dar certo e 50% de chance de dar errado.
Agora se eu estudar só um pouco, se ficar mais sonhando do que trabalhando, se preferir dormir ou passear ao invés de trabalhar, terei 100% de certeza que a coisa não vai funcionar, a vantagem neste caso é não ter trabalho, a desvantagem é a frustração que carregarei por toda a minha vida.

A mesma coisa vale para Deus, até então existe 50% de evidências que ele existe ou não, ninguém conseguiu provar nada até agora, mas que diferença isto faz? Se existir beleza, se não existir beleza também, afinal querendo eu ou não, as coisas serão como têm que ser, e eu nada posso fazer para mudar isto!

"O paradoxo é que viver com o medo e a incerteza dos 50% pode nos tornar mais livres e confiantes do que tentar o tempo todo estar com 100% da certeza."

Abraços.


Nenhum comentário:

Postar um comentário