terça-feira, 6 de setembro de 2011

1º) Um pouco de Música - Saber Ouvir.

Continuando o assunto "Um pouco de Música".

Este assunto contém 10 itens que serão analisados sobre itens que são fundamentais para quem quer tocar um instrumento musical.

Nas aulas fiz várias experiências e também em conversas com quem já é músico experiente sobre os aspectos importantes da música e embora todos tenham dito a maioria das coisas da lista os dois primeiros aspectos não foram citados.

Para se tocar bem um instrumento musical a primeira coisa que o aspirante a músico deve ter é o "SABER OUVIR", pois sem este item fica impossível a interação de si próprio com o instrumento, com outros músicos e consequentemente com a música.
Podemos dividir o ato de ouvir em duas partes:

1ª - Saber ouvir diferentes opiniões: Vale para tudo na vida, é muito importante saber ouvir opiniões diferentes das próprias e jamais levar para o lado pessoal, principalmente em uma banda, afinal muitas vezes o instrumentista (que muitas vezes também é musico) deve compreender o objetivo da banda em que está. Sabendo ouvir e interagir fica mais fácil se inserir em um contexto, uma pessoa que não ouve as demais é geralmente de difícil convivência.

2ª - Saber ouvir aplicado à música: Depois de alguns anos dando aula de guitarra pude notar que os alunos que avançavam mais rapidamente no instrumento eram justamente aqueles que tinham uma pré-disposição para ouvir e degustar melhor uma música. Mesmo iniciantes, estes alunos cantavam primeiro as partes que deviam executar em seu instrumento, as vezes dedicavam horas a fio tentando cantar o que iriam tocar, este procedimento fazia com que eles compreendessem melhor o que deveriam fazer porque eles estavam exercitando o ato de ouvir.
Muitas vezes um aluno com dúvida pede para que eu mostre determinado solo ou parte de música e no meio da parte ele já começa a tocar em cima, quer dizer, ele ão está ouvindo mais o que eu estava mostrando.
Também dentro do saber ouvir musical é possível dividir em duas partes:

1ª - Ouvir os outros: Ouvir os outros instrumentos para não ficar atravessando.

2ª - Ouvir a si mesmo: Por mais incrível que possa parecer, muitos músicos ouvem aos outros mas não ouvem a si próprio, quer dizer tocam algo e não conseguem se auto criticar, tocam achando que está bom, mas muitas vezes não está e o mais curioso é que mesmo ouvindo gravações de si próprios continuam achando que está bom.
Uma outra coisa curiosa é que muitos músicos tocam com o metrônomo mas não tocam com o ritmo e na ânsia de demonstrar virtuosismo não param para ouvir o resultado musical, a impressão que passa é que existe mais prazer na ginástica dos dedos do que no ouvir o resultado musical.

Agora pensando em tocar notas simplesmente, como treinar o saber ouvir?

Um exercício muito simples e eficiente:
Pegue uma base qualquer com apenas um acorde (pode ser qualquer um, mas de preferência tríade) e experimente tocar devagar todas as notas da escala cromática, vocês notarão que algumas notas soarão mais consonantes do que outras, ou se preferirem umas soarão mais certas do que outras, mas o que realmente acontece?

Se ficarem fazendo em todas as notas o mesmo ritmo da base em algum momento o cérebro aceitará a "nota errada" e a mesma nota ficará certa e depois andando meio tom pra frente ou pra trás ainda fazendo o ritmo haverá uma sensação de resolução, então podemos concluir que:
Não existem notas erradas, o que existem são notas fora de ritmo.
Também não tenham medo das "notas erradas", caso caiam em uma dissonância no meio de um solo explorem o erro e depois caminhem para a nota que resolve melhor, desta maneira elimina-se a tensão de ter que ter todos os desenhos e acordes decorados.

Outra situação que sempre me deparo é quando em harmonias, digamos simples, um outro músico chega e fala: -Ah, este acorde é muito básico coloque aí uma #11 ou um b9, aí cabe uma pergunta:

-Você está falando isto por que você aprendeu em alguma tabela ou você está ouvindo isto na sua cabeça? Se o músico disser que foi porque aprendeu muito provavelmente ele não está ouvindo a forma como a melodia se encaixa naquele acorde, mas se ele responder que está ouvindo basta dizer: -Então cante o intervalo que você está ouvindo, se o intervalo estiver na cabeça ele (o músico) realmente está ouvindo, caso contrário, não.

"Mesmo uma pessoa que não toca um instrumento pode imaginar uma música dentro da sua cabeça, basta que esta pessoa goste de ouvir e preste atenção ao que ouve!", então o que levaria esta pessoa a aprender a tocar seria a vontadade de tirar a música da imaginação e ouvir o resultado no mundo real.

Bom, poderia me estender mais, mas creio que já deu pra passar a idéia.
Segue um vídeo demonstrativo do assunto abordado.

Abraços.

Um comentário:

  1. muito legal e esclarecedor !!! já tinha notado algumas coisas com essa queda de notas de meio em meio tom !!!!! parabens du

    ResponderExcluir