segunda-feira, 11 de julho de 2011

Minha Religião: Ser Profissional (parte 1)

(Click here for english text)

Segundo as palavras de meu grande amigo e companheiro de banda Maurício Surtão:

"Depois de muito procurar finalmente encontrei minha religião, sim isso mesmo! Agora tenho uma religião, ela se chama PROFISSIONALISMO! "


Já perceberam como no Brasil é difícil encontrar bons profissionais pra fazer qualquer coisa? Se precisar de pedreiro, encanador, mecânico, médico, músicos, técnicos de som ou qualquer coisa o que acontece? Começa-se uma verdadeira romaria pra encontrar bons profissionais, parece que as pessoas estão mais preocupadas em ganhar o dinheiro do que qualquer outra coisa, se quiser o serviço bem feito tem que ficar em cima fiscalizando pois poucos são os profissionais que fazem bem feito pelo simples prazer de saber que ficou bem feito.
Claro, a remuneração é necessária e bem vinda, mas a mesma deveria ser a recompensa pelo trabalho bem feito.
Quantos músicos, amigos meus, que dizem tocar pura e simplesmente pela grana? Vários, também não vejo problema nisso, mas muitos dão relaxo pois não estão preocupados em fazer bem feito, aliás donos de casas noturnas também são amadores, vira uma enorme bola de neve:
Bandas amadoras, técnicos amadores, donos de casa noturnas amadores, público amador (sim o público também tem culpa).
O que é ser um Homem? Não é ter uma Profissão? O que dizer dos homens que não honram sua profissão? São verdadeiros inúteis...


Bom, aos poucos profissionais que buscam trabalhar direito fica aqui o meu convite, torne-se membro ativo da RELIGIÃO DO PROFISSIONALISMO.

Até mais.


(ir para a segunda parte)

2 comentários:

  1. pode crer Du.. ainda mais nessa profissao que é a de músico. Ultimamente o amor pela música de verdade, pelos sentimentos expostos naquele som, se perderam e o dinheiro tem manipulado todas as relacoes.

    ResponderExcluir
  2. Pois é Kaue, parece que quando vão escolher uma profissão não o fazem pelo amor naquela profissão, mas sim pela profissão que dá mais grana, mas não é possível fazer bem feito o que se gosta e ainda ganhar o dinheiro?
    Abraços.

    ResponderExcluir