terça-feira, 19 de julho de 2011

Minha Religião: Ser Profissional (parte 3 - Final)

(Click here to read in English)
Continuando sobre a minha nova religião, vamos a parte 3 e final, afinal muitas pessoas têm  me perguntando quando vou falar de guitarras e música em geral.
Bom, ao invéz de tentar definir o que é ser profissional ou como se tornar profissional do ponto de vista das habilidades necessárias pra se executar a profissão escolhida, achei melhor encontrar uma outra definição sobre como viver profissionalmente, quer dizer, ser profissional vale pra tudo na vida, e para apoiar meu ponto de vista resolvi usar a "Mãe Natureza" como exemplo:

Andei analisando a nossa querida Mãe Natureza por meio de observações, sejam elas próximas da minha realidade ou por meio de programas de Tv.
Olhem só, notei que na natureza nada é gratuito e tudo parece ter um propósito, até a coisa mais banal existe por um propósito, quer dizer, os animais não ficam se exibindo uns aos outros apenas para parecerem melhores, querem exemplos?

"Uma cascavel não vai picar uma pessoa apenas para sacanear e se sentir a fodona pois o veneno que ela produz é valioso, inclusive ela nos avisa pois o que ela não quer é desperdiçar o seu valioso veneno com ninguém, mas se mesmo assim o imbecil  se aproximar ela injetará apenas a quantidade necessária de seu valioso veneno para se defender.
Outro exemplo que demorei pra encontrar o significado é aquele dos golfinhos pulando para os turistas em praias ao redor do mundo, os turistas jogam coisas para os golfinhos que parecem se exibir aos turistas nos barcos, mas qual o verdadeiro significado disto? Simples: Os machos estão distraindo possíveis predadores enquanto as fêmeas e os filhotes nadam pra bem longe... Bem, exemplos é o que não faltam."

Mas e o que acontece quando algum animal ou planta fica obsoleta no meio em que vive? Entra em extinção, o que significa que os inúteis são descartados para não ocuparem espaço.
E na nossa vida? Onde podemos exemplificar?
Bom, penso sempre nos novos jogadores de futebol que claro, treinam muito e sim, têm muito talênto e habilidade, mas infelizmente na hora do jogo ficam mais interessados em fazer coisas gratuitas para aparecerem do que jogar bola de uma maneira simples e sem frescuras, os caras não conseguem fazer o básico e por consequencia não jogam nada.
E as bandas atuais? Muita imagem, muitas frescuras, firulas de palco mas o mais básico e importante fica esquecido: A música, simples e direta.
E os guitarristas? (afinal o Blog aqui é pra guitarristas...), muitos tocam muito, tecnicamente falando, mas estão mais preocupados com as firulas do que com a música, sabe o que acontece? Uma babaquice musical total e sem sentido, parece que o aparecer é o mais importante do que o resto.
Viver com profissionalismo ao meu ver é se importar com o que realmente é importante: O BÁSICO.
Hoje muitas pessoas fazem bem muitas coisas, menos o mais importante que é o básico, parece que básico virou sinônimo de banal, mas vejam bem, básico vem de Base, Fundamental, Apoio... Aliás, em muitos países é costume ao construir um edifício inaugurar a Pedra Base, mas isto é outra história.
Quando se desliga o ego e começa-se a pensar no que é fundamental para o funcionamento da sua vida, tudo fica mais funcional e logo, PROFISSIONAL.
Pra tudo na vida é necessário uma postura de Respeito, Dedicação, Estudo, Aprendizado e Fundamentos, não conheço um grande nome da história que não tenha sacado isto.
Aliás, o assunto para o próximo post é sobre o que realmente é básico para ser um bom profissional.
Abraços e até lá.
DuCabelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário